Where the hell are you?
Home

?




1 of 3 »
All Themes OMDG ©
“E não há nada pior que tarde demais.”
Charles Bukowski  (via romantizar)
“As vezes, só as vezes, a gente dá a sorte de esbarrar com alguém legal.”
Querido John.    (via involuntus)
“Ela tem uma risada incrível. E sem querer ser um babaca, mas ela tem tudo pra ser perfeita. Mas não é, claro. Ela tem mil idiotices e chatices na bagagem. E ela tem medo de tudo. Tem um ar de menina independente, que não precisa de ninguém. Mas quando tá no escuro, ainda pede pra alguém abrir um pouquinho a porta e deixar a luz entrar. Ela tem vergonha até de ligar pra pizzaria pra pedir uma pizza, cara. Quem no mundo é assim? Mas ela é tão indiferente, que a minha diferença não afeta ela em nada. Eu acho que ela pode ser o mundo inteiro se ela quiser. E ela é teimosa. E guarda rancor na mala. Ela sabe perdoar, mas precisa de umas aulinhas de como esquecer. Quando ela desiste ou acha que sabe de tudo, não tem jeito. Meu Deus, que mania insuportável que ela tem de achar que pode burlar tudo o que mandam ela fazer. Porque ela nunca tá satisfeita com nada. Nadinha.”
Robin and Stubb.   (via involuntus)
“Ultimamente toda a minha revolta tem se revirado dentro de mim e reencarnado, pois eu já não suporto ninguém. Eu já não gosto de olhar ninguém, de ver, de enxergar. Perdi a calma e a beleza cítrica calorosa que a minha ingenuidade trazia. A humanidade sempre foi um erro pra mim, suas palavras sempre me trouxeram agonia, sempre a odiei. Mas agora estava piorando. Eu olho as pessoas todos os dias com cara de quem pergunta: “o que você está querendo aqui?” ou “se manda, fica na sua” e elas entendem e não gostam muito de mim também. Eu fico feliz com isso.”
— Mariana Navarro.   (via involuntus)
“Se fôssemos capazes de controlar tudo que sentimos, não teríamos problemas. Você não é capaz de sentir a dor que o outro está sentindo. Ou seja, não deve julgá-lo. Respeite a dor alheia.”
Yasmin Martins  (via pensamentos-antigos)
“Na maioria das vezes é um perigo quando você sorri ao lembrar de alguém.”
Gramaticas.   (via pensamentos-antigos)
“Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar.”
— O Teatro Mágico (via involuntus)